Na costa Norte da Madeira, na vila do Porto da Cruz, encontram-se os Engenhos do Norte. Esta ilha foi durante os Séc. XV e XVI a mais afamada produtora de açucar no mundo, precisamente no período em que este bem era muito mais valioso do que é hoje, tanto que os europeus de então conheciam-no por “Ouro Branco” e usavam-no na culinária, na doçaria e até como elemento decorativo e de ostentação. O engenho do Porto da Cruz é um dos três engenhos antigos em actividade na Madeira. Construído em 1927, por fruto da fusão de alguns dos cerca de cinquenta existentes então na ilha, utiliza ainda hoje as máquinas dessa época, sendo o único na Europa a usar o vapor como força motriz. Entre outros equipamentos dessa época destacamos a caldeira a lenha, construída por Jones Burton & Comp. Lda, de Liverpool, outra caldeira alimentada com lenha e com os desperdícios da moagem, fabricada no extinto Arsenal de São Tiago, que foi um marco da indústria na Madeira, várias bombas a vapor e em pleno funcionamento, diversas tinas em cobre que serviam para o fabrico do mel, uma serpentina também em cobre usada no fabrico do rum e os alambiques franceses da marca Barbet em coluna com 7.50 metros de altura que ainda hoje produzem Rum agrícola da Madeira.

Não foram encontrados produtos correspondentes à sua pesquisa.
This site uses cookies to offer you a better browsing experience. By browsing this website, you agree to our use of cookies.